Prato Cheio: Dona Carolina

Jana Constantino 19/06/2015 - 11:22

Mudança total no Dona Carolina. A casa, dos empresários Licínio Dias e Lula Sampaio, deixa movimentar a noite recifense com baladas e vira uma galeria gourmet. Para ficar com cara de restaurante, as arquitetas Amanda Dias (filha de Licínio) e Amanda Motta entraram em cena e capricharam no visual. Por enquanto o novo Dona Carolina funciona apenas na hora do almoço, no esquema de self-service no peso com pegada fit. O buffet é um mix de experiências do Grupo Dias, com um pouquinho do tempero de cada restaurante da rede (Alphaiate, Ferreiro, Neno e Lula, Barazzone, Casa dos Frios), tudo com o gostinho de comida caseira. 
@
Destaque para a variedade de saladas, com pelo menos cinco tipos de folhagens, saladas especiais e cerca de 20 opções de complementos incluindo quinoa, soja e grão de bico. Nos pratos quentes, outras mais de 20 opções, com grelhados, empadões, frutos do mar, massas, etc e tal. Sobre o preço, o quilo custa R$54,90 (segunda a sexta) e R$59,90 (sexta, sábado, domingo e feriados). Pudim, queijadinha, bolo de rolo maçaricado com sorvete de creme e bricelet estão entre as opções de sobremesa. Lembrete para quem for almoçar por lá é pedir o suco do dia, que agradou tanto e já virou suco da casa, feito com morangos, laranja e gengibre.
@
Outro espaço que vale a pena conhecer no Dona Carolina é a adega, que conta com um super ‘mercadinho de vinho’, com rótulos nacionais e importados selecionados pessoalmente por Licínio. O cliente pode consumir na hora ou levar para casa. Até o final de julho a casa também vai funcionar no jantar, com fondue de queijo e saladas variadas. Além dos vinhos, a adega também vai dispor de queijos e pães artesanais.
 

comentários

Pesquisa

Publicidade

Facebook

parabéns para

  • 25 Jan Zé Maria Sultanum
  • 25 Jan Jacó Stambonsky
  • 26 Jan Danielle Hoover
  • 26 Jan Terezinha Nunes
  • 26 Jan Nelsinho Caldas
  • 27 Jan Paulo Sérgio Macedo